Aplicação da teoria dos jogos na análise de alianças estratégicas. DOI: 10.15600/1679-5350/rau.v7n3p24-45

Eduardo Botti Abbade

Resumo


Este estudo tem o objetivo central de discutir e compreender a aplicação da Teoria dos Jogos e suas contribuições e limitações no processo de formação de Alianças Estratégicas. Sendo assim, o tema central é a formação de alianças estratégicas e a relação entre estas decisões e a aplicação da lógica da Teoria dos Jogos, principalmente jogos cooperativos, neste processo de formação de relações de cooperação. Este artigo é apresentado como um ensaio teórico e foca na funcionalidade e possível aplicabilidade da Teoria dos Jogos sendo usada no processo de análise e formação de Alianças Estratégicas e estruturas de cooperação. Verificou-se que a Teoria dos Jogos é considerada uma ferramenta matemática e econômica com potencial a agregar no processo decisório de formação de Alianças Estratégicas. Entretanto observa-se que existem algumas limitações metodológicas para a sua aplicação plena, dentre elas o equilíbrio de Nash. Existem condições que devem ser satisfeitas para que se possa aplicar a Teoria dos Jogos de modo satisfatório. Este ensaio conclui com sugestões para estudos futuros.

Palavras-chave


Alianças Estratégicas; Teoria dos Jogos; Cooperação; Estratégia, Competição.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15600/rau.v7i3.109

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Journal of Directors of Unimep. ISSN 1679-5350. Electronic publication linked to the Professional Program Master's and Doctorate in Business Administration, Methodist University of Piracicaba

Diario de Administración de Unimep. ISSN 1.679-5.350. Publicación electrónica vinculada a la del Programa de Maestría y Doctorado Profesional en Administración de Empresas, Universidad Metodista de Piracicaba.

Revista de Administração da Unimep. ISSN 1679-5350. Publicação eletrônica vinculada ao Programa de Mestrado Profissional e Doutorado em Administração da Universidade Metodista de Piracicaba.