MARKETING DE RELACIONAMENTO PARA O PÚBLICO DE BAIXA RENDA: ESTUDO EXPLORATÓRIO NO VAREJO DE ELETRODOMÉSTICOS. DOI: 10.15600/1679-5350/rau.v13n3p28-54

Edson Crescitelli, Sergio Souza Silva

Resumo


A partir da implantação do Plano Real, observou-se uma grande ampliação de consumo proveniente das camadas populares. Porém, existem ainda muitos preconceitos, deslumbramento e especulações em relação ao mercado construído pelas populações de baixa renda. O objetivo do estudo é identificar se o Markeitng de Relacionamento é utilizado como ferramenta de gestão de segmentos de baixa renda e investigar como é feita a segmentação da base de clientes; a ativação desses segmentos por meio de ações dirigidas; o papel do banco de dados; a gestão das informações sobre os clientes e das ações de relacionamento. Para tanto, utilizou-se uma pesquisa qualitativa de natureza exploratória, envolvendo levantamento da literatura sobre o tema e uma pesquisa de campo com duas das maiores empresas varejistas atuantes no segmento de baixa renda. Os resultados indicam a existências de barreiras à implantação de uma abordagem de MR e que ele está ainda em um estágio muito básico, configurando-se mais como ações dirigidas do que como gestão de relacionamento.

Palavras-chave


Baixa renda, comportamento do consumidor, marketing de relacionamento

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15600/rau.v13i3.646

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Journal of Directors of Unimep. ISSN 1679-5350. Electronic publication linked to the Professional Program Master's and Doctorate in Business Administration, Methodist University of Piracicaba

Diario de Administración de Unimep. ISSN 1.679-5.350. Publicación electrónica vinculada a la del Programa de Maestría y Doctorado Profesional en Administración de Empresas, Universidad Metodista de Piracicaba.

Revista de Administração da Unimep. ISSN 1679-5350. Publicação eletrônica vinculada ao Programa de Mestrado Profissional e Doutorado em Administração da Universidade Metodista de Piracicaba.